quinta-feira, março 08, 2007

Puta-que-me-lasqueira!

O capítulo dois de "BARBUDOS CRETINOS e suas histórias canalhas" já está no ar.
Leia AQUI


Puta-que-me-lasqueira!

Vou repetir mais uma vez: Eu só uso a Internet para veicular os textos pulps que escrevo. E digo: SOMENTE OS PULPS.

Não escrevo pela Internet. Escrevo a porra do texto ouvindo Tito&Tarantula e roendo cereais. Aí, quando tenho um certo volume de texto eu começo a publicar na Internet.

Nunca permito comentários nos sites dos pulps. Nunca permito interferência do leitor. Eu sei que vocês que me lêem aqui querem isso: que eu pouco me foda. Sim, eu me esforço, e faço isso. Haha.

Eu comecei publicando em papel. Continuo publicando em papel. É que as editoras não dão conta da minha produção. Tenho ejaculação precoce. Gozo muito rápido. Então eu fico bolinando meus textos na Internet.

É praticamente um “WriteTube”.

“A Guerra dos Bastardos” tá chegando. Em papel. Muito papel. Será grosso pra cacete. Servirá como auto-defesa. Um tijolinho mesmo.

Que fique bem claro: Eu defendo o projeto de livros eletrônicos. Aposto neste troço pra cacete. Os pulps são uma mostra de como isso é possível. Mas nunca deixarei os livros de papel de lado.

E adianto que “A Guerra dos Bastardos” é o melhor texto que escrevi até agora.

Vão juntando a graninha no porquinho que abril tá chegando.

E pelo que vem por aí... vocês nem imaginam... vai gerar ainda mais controvérsias. ai ai...


*That´s all folks*

2 comentários:

afonso disse...

estilo visceral, um arquiteto do inferno gostaria de apreciar mais e mais sua verve.
evohé

risoma disse...

Querida Escritora;Sou compositor contrabaixista,e arranjador ...Não pense que estou te convidando para tocar bateria na minha banda!!! srsrsr o caso é outro,tentando contato pois estou compondo uma musica chamada Carmem e pesquisando que descobri o texto maravilhoso sobre a sua amiga carmem...caso eu me refira ao texto preciso sua autorização meu imail é: risobass@gmail.com ja pedi para o poeta artur gomes descobrir seu contato. Grande abraço risomá cordeiro