segunda-feira, junho 04, 2007

Puta-que-me-lasqueira! De novo.

No Fantástico, um dos controladores de vôo responsável pela queda do avião da TAM, em que mais de cem pessoas morreram, disse não saber falar inglês. Ele só conhece o inglês técnico, mas não sabe manter uma conversa na língua estrangeira.

Puta-que-me-lasqueira!

Hoje em dia, falar inglês é exigido até pra vender calcinha, empilhar latas em supermercados ou atender telefone em açougue. Como o infeliz não sabe falar inglês? Que anta faz este tipo de seleção? Quais os critérios para ser um controlador de vôo?

Porra, esse sujeito deveria falar mandarim com desenvoltura. Conhecer as principais expressões em aramaico. Ele deveria falar a língua dos anjos, pois os anjos moram no céu.

Quer dizer meu amigo, voamos num céu em que mal se fala o português. Pois pelo modo como o tal controlador de vôo se apresentou, ele mal conhece o português: Positivo e operante. E olha lá!

Isso me enoja. O Erasmo Wagner, o protagonista de "Barbudos Cretinos e suas histórias canalhas" certamente fala muito melhor do que ele. Em ambos idiomas. Agora o puto vem chorar. Fuck off! Bem... isso ele também não deve saber o que significa.

*

Neste link tem uma entrevista comigo feita por Ramon Mello para o site Click(in)Versos.
CLIQUE AQUI




*That´s all folks*

2 comentários:

Anônimo disse...

oi,positivo ou negativo,isso é coisa de militar.deve ser da aeronautica.Sem duvida é essencial falar inglês,sobretudo numa profissão como a de controlador de vôo.O quê acontece,é quê as pessoas,as 154pessoas não voltarão.Tão pouco,acredito em punição para alguém.todo esse "circo"infelizmente não dará em nada.Só resta,a quem tem fé fazer uma oração aos mortos na tragédia.

Mão Branca disse...

querida, não fale sobre o que não conhece.
na controladoria de vôo não se conversa com os pilotos, apenas se transmite dados codificados e previamente estabelecidos pelo comando de võo.
vc quer que alguém extremamente capacitado receba os 1400 reais que pagam ao técnico de vôo? pirou, né?!