quinta-feira, setembro 13, 2007

Parágrafos, munição extra e versos pistoleiros.

Acharam que eu ia falar que amanhã estarei na Bienal?
Putz... já disse no post anterior.
Vou falar do que é raro de ser ouvido ou lido. 
Reproduzi aqui o off da abertura do filme
Faster Pussycat Kill! Kill!, do Russ Meyer.
Deu trabalho, pô! Então lê até o fim.

“Senhoras e senhores...
Bem vindos à violência!
Tanto da palavra como da ação...
Porque a violência pode manifestar-se 
de várias maneiras...
Sendo que sua forma preferida ainda continua
sendo...o sexo.
A violência devora tudo o que toca.
Seu apetite quase nunca se satisfaz...
Mas ela não se importa só em destruir.
Ela também cria e molda...
Examinemos mais detalhadamente esta nova e
maligna criação..esta nova geração presa e 
contida na pele macia da mulher...
A doçura e o perfume inconfundíveis
das fêmeas são brilhantes e lustrosos...
O corpo dócil e macio...
Mas atenção!!!
Ajam com cuidado e não baixem a guarda!
Esta espécie causa estragos sozinhas e 
quando estão em grupos.
Sem importar o lugar, o momento, ou
com quem quer que seja.
Quem são elas ? 
Uma delas pode ser sua secretária...
A recepcionista do seu médico...
Ou até uma dançarina de um Go-Go Club!”
  
Senhor Meyer, uma escritora com cara de boa moça
e que gosta de abater porcos pode ser uma delas?
 
*That´s all folks*

2 comentários:

Anônimo disse...

Moça já que não esta no orkut te deixo aqui a mensagem, rs, chego no Rio dia 02, fico até dia 07, me hospedo na casa do Fredyinho, que esta morando aí em Botafogo, bjs!!!

Me mande um mail!!!
Ass: Ariela.

Raphael Michael disse...

Olá Ana.
Nos conhecemos hoje na sala vip da Bienal.
Espero que tenha sido ótimo o seu debate.
Um abraço, Raphael Michael.