sexta-feira, outubro 19, 2007

Abra os braços.

Assim, enquanto abria os braços essa manhã, olhei para meus extremos. De um lado, um barbudo de bruços, do outro, um gato branco de coleira.
Continuei ao longo do dia pensando em extremos. E nem sempre é tão bom quanto gatos e barbudos.







*That´s all folks*

Um comentário:

Caruco disse...

Um dia a gente chega lá, Ana!!
Onde é o "lá"?
Aí é outra história!