sexta-feira, dezembro 07, 2007

Erasmo Wagner.

Antes de trabalhar recolhendo lixo pela cidade, Erasmo Wagner foi ajudante do caminhão de lixo que descarrega no aterro sanitário. Passou meses fazendo esse trabalho diário. Um biscate para sobreviver nos dias maus. E nesse período contemplou o horror e a miséria. O lixo orgânico e humano. O subproduto de uma sociedade.


[Trecho inédito de Barbudos Cretinos e suas histórias canalhas]


*That´s all folks*


2 comentários:

Aldo Jr. disse...

Diz aí!!!

Essa história continua? Vai sair em livro?

ana paula disse...

Sim. A história continua. Assim que puder... darei mais detalhes.
Pode deixar!!!