segunda-feira, julho 14, 2008

*She works hard for the money.

Se os escritores brasileiros tiverem consciência sobre a literatura que produzem da mesma maneira que as novas dançarinas têm sobre as suas bundas... a literatura brasileira produzirá ao menos mais uns três Machados de Assis e uns dois Guimarães Rosas.

Vejamos bem... Gretchen e Rita Cadilac deixaram seus legados. Bundas que persistem e ainda têm seus lugarzinhos sob os holofotes.

Porque não adianta ter bunda. É preciso ter e saber usar. E elas sabem.

Por isto, o título deste blog comporta os nomes dessas inspirações, dessas colegas.

Talvez se eu me concentrar mais na bunda, vou melhorando meu texto.

Este país é feito de nádegas avantajadas. E eu aqui... rebolando sobre algumas letras uma dança pra tão poucos como eu.

Afinal... com nádegas tão avantajadas, é por isso que se mete ferro-grosso no Brasil a cada semana.

Uma lástima!

Chora não, rebola.

(*Donna Summer)


*That´s all folks*

4 comentários:

Anônimo disse...

ola,

não encontro o link para o outro folhetim pulp. existia outro, não existia? li um capítulo ou dois, mas esqueci o título...

ana paula maia disse...

Existe sim outro folhetim. Chama-se "Barbudos Cretinos e suas histórias canalhas."
Tirei do ar. O título mudou. Assim que possível darei outras notícias sobre ele e sobre o "Entre rinhas de cachorros e porcos abatidos"

De Kelby disse...

Ah, dependendo da bunda, e se ela tiver ao meu alcance... É melhor do que um livro mesmo, ha ha ha!

Marcelo Novaes disse...

Sim, elas trabalham duro.
Nós também.
Mas..., outro Guimarães...


Beijão,


Marcelo.