sábado, agosto 28, 2010

...

Passando pela sala, em direção a cozinha, estava pensando no filme que assistiria mais tarde. Quando terminasse todas as minhas obrigações. É comum eu assistir a um filme diariamente. Estava matutando... terror? suspense? comédia romântica? pistoleiro? Não conseguia me decidir. Qual década? 70? 80? 90? Recém-lançado?
Foi quando ouvi um barulho parecido com o de um gato arranhado a porta. Ao menos me lembrou isso. Fiquei ressabiada. Espiei. Vi um envelope marrom deslizando por baixo da porta. Peguei na hora. Era o porteiro entregando a correspodência. Quando é fina o bastante, ele a coloca embaixo da porta.
Bem... abri o envelope enquanto seguia pra cozinha. E o que era? Melhor que locadora delivery... era um DVD com o filme inédito inspirado no livro de Luiz Biajoni - Elvis e Madona, que li recentemente para escrever uma frase de quarta capa e comentei aqui no blog.
Não havia dúvidas, seria o filme da noite. E foi.
Em breves palavras, o filme é bem bacana. É mais leve do que o livro, porém o livro está todo lá. Gosto de ler o livro e ver as suas adaptações sempre que possível. Recomendo os dois.

***
Hoje, foi o dia da minha última crônica lá no site Vida Breve.
Chama-se: Mariposa na lâmpada.

Começa assim:
"Ivo viu a uva; Rubem Braga viu a viúva; e eu vi a mariposa de verão ao redor da lâmpada da cozinha".

Leia na íntegra:
http://vidabreve.com/uncategorized/mariposa-na-lampada

Eu gosto muito de Rubem Braga. Não sou grande conhecedora da sua obra, mas leio aquilo que encontro e afirmo que muito dele pode ser encontrado. Um exímio cronista. Por isso, eu tinha que encerrar esta etapa homenageando na medida do que posso, o Rubem Braga.

***
A minha ida a UFRJ, no dia 26, foi excelente. O papo com os professores e alunos foi impecável. Eu gosto muito dessa troca. De falar. De ouvir. E principalmente, de ponderar... as considerações dos outros e as minhas. O olhar do outro é geralmente instigante e curioso.

***
Gostaria de deixar uma dica.
Pra quem curte filme de terror de cunho fanatismo religioso e nunca assistiu a um filme britânico de 1973 chamado The Wicker man, dirigido por Robin Hardy, assista. Saliento que é a versão de 1973 - existe uma recente com o Nicolas Cage que não vale a pena... a não ser para fazer comparações, essas coisas.
Este poster me lembra muito ao do filme Metropolis - do Fritz Lang.


*That´s all folks*

5 comentários:

Anônimo disse...

Rubem Braga deveria conhecer Edgar Wilson. Entre linhas de porcos e palavras abatidas, resultaria uma literatura interessante.

R.C. disse...

há uma música homônima do Iron Maiden...parabéns Ana...a barços...

Anônimo disse...

sim... é verdade. tem sim.
por falar em iron... postei ontem um vídeo deles no meu facebook. hehe.
;)
maia.

Carlos Roberto disse...

Ana Paula Maia, que honra poder ter lhe conhecido e ainda ganhar seu autógrafo no meu exemplar de "Entre rinhas de cachorros e porcos abatidos.". Fiquei muito feliz com a oportunidade que a UFRJ me ofereceu de ficar frente a frente com você. Adorei de verdade. Um grande beijo do seu mais novo fã. Carlos Roberto.

Anônimo disse...

Carlos Roberto, o prazer foi meu.
beijo,
Maia.