segunda-feira, setembro 27, 2010

Encerrando a saga

A saga dos brutos está completa. Hoje, escrevi o texto de apresentação do meu próximo romance, Carvão animal, e estava aqui pensando em quando tudo começou.

Primeiro veio Entre rinhas de cachorros e porcos abatidos, com o Edgar Wilson abatendo porcos e apostando seu dinheiro em rinhas de cachorros, ao lado de Gerson, seu amigo fiel.

Depois, escrevi O trabalho sujo dos outros, que conta a história de Erasmo Wagner, um lixeiro que trabalha no caminhão de coleta de lixo, irmão de Alandelon, operador de britadeira e primo de Edivardes, desentupidor de esgotos. Junto deles ainda tem o bode Tonhão (o meu personagem favorito dessa história. Hehe.)

Agora, para encerrar, Carvão animal, com Ernesto Wesley, um bombeiro que tem um rara doença e seu irmão chamado Ronivon, que crema corpos no crematório da fictícia cidade de Abalurdes.

Abalurdes é uma história à parte. Eu nunca disse onde se passava as histórias. As pessoas ligavam meus livros, ora a periferia, ora aos marginalizados sociais. Certo e errado.

Abalurdes é um lugar único em que cabe beleza e horror; trevas e conhecimento; fé e coragem. Me lembrando da famosa frase de “Jornada nas Estrelas” – aonde nenhum homem jamais esteve – eu diria que Abalurdes é o lugar de todos os homens e mulheres. Em que todos estão. Um lugar que está à margem do descobrimento.

Em Carvão animal, os dois protagonistas das histórias anteriores aparecerão, e um pouco mais de cada um, será conhecido. Algumas questões como porquê do Edgar W gostar de olhar para o céu ou quem Erasmo Wagner matou na cadeia e qual o motivo, estão neste livro. Enfim... e o melhor, para mim, é que eles estão vivos... podem aparecer de novo a qualquer parágrafo.

O livro está previsto para chegar às livrarias no primeiro semestre de 2011. Logo, logo. Se não souber aonde ir... siga para Abalurdes.

Bem, é isso.
Ainda esta semana, volto aqui para colocar a programação (que ainda estou aguardado) da minha viagem ao Paraná. Dia 5 de outubro, será no Sesc de Curitiba, mas ainda não sei em qual deles, nem o horário. Enfim...

*That´s all folks*

Um comentário:

Mauro Siqueira disse...

É moleque... Não restarão nem os dentes, pela espera ;?) Sucesso, Ana!