sexta-feira, novembro 05, 2010

Em Blumenau.

Alguém gostaria de atualizar o Killing Travis?
hehe.

Está difícil atualizar isso aqui... mas vamos lá.

Semana retrasada, eu fui a Blumenau, Santa Catarina para participar do Folia dos Livros. Foi bacana. Comi um MEGA café colonial que deixou as pessoas que me acompanhavam de boca aberta. Terminado o espetáculo da gula, eu parecia uma grávida de 2 ou 3 meses. Isso ocorreu lá pelas 16 horas. Só voltei a comer no dia seguinte, pela manhã. Quase morri de tanto comer. Eu sei, isso é muito feio, mas é que eu não sinto nenhuma culpa ou remorso... triste seria ver tudo aquilo intocável.
Eu nunca havia comido chucrute. E comi no almoço. Amei o tal do chucrute. Fiquei dois dias falando de comida; de literatura, só um pouco. hehe.
Afinal, a literatura é sempre o assunto principal em qualquer refeição ou caminhada ao lado de outros escritores. A literatura é uma constante.

Essa foto foi tirada no centro de Blumenau. Não sei o que é isso aí atrás de mim, mas sei que o sol lascava o côco.



Anos atrás ouvia nas aulas de história da comunicação o professor falar do Linotipo, onde os livros eram preparados. Uma pessoa digita todo o livro numa máquina de escrever acoplada, esse texto é impresso numa placa de aço e depois sim, a impressão é feita. As placas de aço depois de usadas, são derretidas e novas placas para novos livros são feitas. É muito interessante. A oficina cheira a graxa. E só um homem, um antigo funcionário, sabe manusear o linotipo.

Aqui é o cemitério de gatos, o mais próximo que cheguei de um cemitério de animais. Cada quadradinho de mármore no chão é referente a sepultura de um gato. Todos têm nomes alemãs.

Todas as fotos foram gentilmente tiradas pelo Carlos Schroeder que mediou as mesas. Um sujeito muito gente fina.

*That´s all folks*

Um comentário:

Mauro Siqueira disse...

O que será desse linotipo quando o esse funcionário morrer? Quantos operadores de linotipo há no país hoje? Menos que afinadores de piano...