quinta-feira, fevereiro 01, 2007

Furos na consciência e dores no corpo

Comecei a malhar. Ando dolorida pra cacete. Lá tem ar condicionado. Aqui não. Lá passa "vídeo show" e toca "Legião Urbana". Aqui não. Mas é até sossegado no horário em que vou. Isso é muito bom. E tudo isso é pra ficar muito boa. haha.
Não gosto de acadêmias, mas minha coluna vertebral sim. Tenho lordose, sifose e uma pequena escoliose. Parecem nomes de vermes. Vermes que te deixam famintos o dia todo. Mas se eu tivesse vermes, eles teriam comido o morcego que mora nas minhas entranhas e que alimento todas as noites.
"A Guerra dos Bastardos" sairá ainda neste semestre. Maravilha! Eles já estão crescidos e não há motivo pra fazê-los esperar mais. Este livro me deixa faminta. Está ficando uma beleza. A revisão e coisa e tal.
E tem outra novidade para o mês de março. Ôoooooooooooooooooooo... Vou publicar outro folhetim pulp na internet. Isso mesmo. Quando as águas de março começarem a fechar o verão, além da promessa de vida no meu coração, me valendo dos versos de Tom Jobim, vai começar a pancadaria de novo. Sangue, suor e porrada.
Esta será a primeira temporada. Haha. Terá poucos capítulos, pois ando com pouco tempo. Aí, é preciso esperar pela segunda temporada.
É aquilo.... enquanto os "Bastardos" não vêm.... Eu danço no matadouro do Nava.
"Dancei num matadouro, como se o sangue de todos os animais que à minha volta pendiam degolados fosse o meu. Dancei até que em mim houvesse espaço para um poema de que todas as imagens depois fossem desertando".
[poema Matadouro - Luís Miguel Nava]
*That´s all folks*

Um comentário:

fernando disse...

opa!!!!!!!!que Março chegue logo!!!
abraço.