domingo, janeiro 04, 2009

Nova ortografia. Velha guerra.

Começamos o ano de 2009 com uma ofensiva israelense na Faixa de Gaza, uma crise financeira mundial, um novo homem mais poderoso do mundo e um novo acordo ortográfico na língua portuguesa.

Vou sentir falta do acento em vôo, enjôo. Do acento agudo em idéia. Este acento é um charme. Agora nossa ideia será como a dos irmãos do norte. The ideia...

O acordo ortográfico ainda não tem data para entrar em vigor neste blog. Assim como os conflitos na Faixa de Gaza não tem prazo para terminar.

É estranho pensar como um acento no mapa mundial, pois é isto que representa a Faixa de Gaza, uma pequena faixa mesmo, que vista no todo, é praticamente um acento num longo parágrafo composto de continentes e países, pode causar tantos transtornos.

Bem, não posso deixar de dizer que Israel conta com o apóio dos EUA.

Sendo assim, perder o acento na palavra idéia, nos aproxima de uma nação que perdeu a idéia e o juízo faz tempo. E esse acento que aqui é representado pela Faixa de Gaza no espaço mundial, me faz pensar que assim como o acento abolido nas palavras tão importantes citadas acima: ideia, apoio e juizo, é possível que esta estreita faixa de terra desapareça também.


Não são os fogos na praia de Copacabana, são explosões vistas no norte da Faixa de Gaza.

*

Mas vamos alegrar um pouco as coisas por aqui..... ora ora!!!!

Afinal, tudo se ilumina, não?

É por isso que preciso me afastar dos noticiários vez em quando.


O site Crespúsculo continua publicando suas fotonovelas.
Fazia tempo que não ia até lá. Mas continua uma maravilha.
Fabiano Vianna, ou Mascarenhas para os mais chegados, é terrível!

http://www.crepusculo.com.br/




That´s all folks*

2 comentários:

Ana disse...

Lindo seu post, Ana! Infelizmente suas observações sobre Israel, a Faixa de Gaza e o acento em id(é)ias são extremamente pertinentes! Infelizmente... Beijos e Feliz 2009 (mesmo assim)

ana paula disse...

Obrigada Ana. Pra você também!!!