sexta-feira, setembro 15, 2006

*It´s Chinatown, Jake.


Caiu na minha rede coisa melhor muito melhor que lagosta, camarão e caviar. Pois é, conheci o trabalho do Fabz que é de Curitiba e que escreveu uma fotonovela. Só que sua fotonovela não está no papel, muito menos em bancas, está online e tem uma puta produção.

A história chama-se ”O último cigarro”. Escrita em seis capítulos se passa na cidade fictícia de Ariadne, uma cidade cinzenta num estilo noir. Nos capítulos finais, eu tive a impressão de que tudo se passava ao lado do “Bates Motel”. E não é coincidência, pois o moço tem influências de diretores como Hitchcock e de filmes noir como Chinatown (esplêndido na minha opinião) e Falcão Maltês. Nunca vi um projeto desses, assim, solto na net.
É impressionante o resultado final. A trilha sonora é muito boa e variada. Tem coisas como: Eletric Prunes, Beatles, Júpiter Maçã, Dissonates e Franco Micalizzi.
Às vezes, me lembra bastante a fotografia de Sin City, porque o tom em PB, tem uma luminosidade meio prata. Não conheço as ruas de Curitiba, mas as ruas de Ariadne certamente vão seduzir quem der uma lida na fotonovela. Lá existe aquela trilha no fundo que traz a tensão nos filmes. É como assistir um filme quadro a quadro. Um story board, só que com pessoas reais e não ilustrações.
Pra quem só conheceu fotonovelas Sabrina ou Bianca, esta será uma grata surpresa.
Segue o link. Clique aqui e divirta-se! www.crepusculo.com.br
Ps: Crítico da caverna cinematográfica depois me diga o que achou do trabalho.
E o mais estranho é que acho que meus vizinhos do andar de cima são vampiros. Exatamente. Após a meia-noite começa uma estranha movimentação aqui. Sempre após a meia-noite. Coisas caem, passadas fortes. Já faz uma semana e antes eram sossegados. Acho que houve uma mudança de moradores e os novos, eu não sei... mas tem alguma coisa acima da minha cabeça e eu não gosto disso. Não senhor. Durante o dia não ouço um pio sequer, nada. Meia-noite no relógio e começam a se movimentar. Espero que se tornem morcegos, saem voando pela janela e me deixem dormir em paz. Viajo e volto na segunda-feira.
(*última frase do filme Chinatown.)
*That´s all folks*

2 comentários:

Fabz disse...

Uauuu!!!O melhor texto que já escreveram sobre meu trabalho! Demais pequena!Nossa, realmente Chinatown é perfeito, bem como todas estas referências que você citou. Talvez Curitiba não seja tão cinza, nem Sin City tão noir, mas em minha cabeça todas as cidades são como Ariadne. Todas as ruas, todos os dias.As vezes não sei em qual cidade vivo, ou se spu eu ,ou Fabz.
Você captou tudo maravilhosamente e o mais legal é que linkou com referências. É é bem isso.Explicitamente isso.

Giselle Marques disse...

o trabalho do Fabz é mto bom, conheci pelo PC, tá lá indicado na Editora Tabu; mto bom mesmo!!!!